quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Porque eu não voto no Partido dos Trabalhadores

  Fique claro. 

 


Não foi o músico escritor Lobão que fez minha cabeça política. PT eu desprezo desde sempre: Eu votei em Collor e NÃO ME arrependo. É isso mesmo que você está lendo. Votei em Fernando Collor de Melo e NÃO ME Arrependo! Collor* abriu o mercado para os computadores no Brasil. Pode jogar pedra. Eu sou cascudo.

* Lamentável a falta de dignidade do Sr. Collor, hoje capacho de petista... Lamentável a nossa falta de dignidade enquanto Geração, enquanto Civilização e Humanidade.

Meu horror ao PT foi sempre inato, instintivo e ao mesmo tempo - lógico, ao menos para mim: não confio em Partido Político que coloca analfabeto funcional** como candidato à presidência do meu país em pleno alvorecer do século XXI (é 21! em algarismos arábicos e sim, estou irritado e não, não estou nada bem mas isso passa).

 ** O analfabetismo, hoje, 2014 d.C. - não é engraçado nem oportuno de modo algum


 



NÃO! Eu não vou fazer uma p... de um selfie porque não 'tô afim e só mandei essa foto porque eu JAMAIS! tentaria me esconder em um debate como esse, porque eu tenho honra, é isso mesmo, HONRA! isso existe, eu tenho um nome a zelar, Postura! Então você tem meia cara minha agora e... se quiser ver mais vai pedir a Mestre Google ou vai pedir ao SCI para reconstruir minha fachada no software. E NÃO! Eu não estou mesmo tão irritado. Se liga, quando ideia se põe na tela existe aí inevitavelmente, uma roupagem de ficção. E o parágrafo é assim mesmo, grande, tudo junto. NÃO MUDE O MEU TEXTO.

Meu horror ao PT piorou muito, sim, is real, mas a culpa, é de Marilyn Monroe.

Recebi de um amigo um livro "A Conspiração Marilyn", de um tal de Milo Speriglio (1932-2000). Depois de ler o livro fui pesquisar a 'Conspiração mencionada no livro. 


Essa pesquisa me levou, de vídeo em vídeo, de texto em texto, a uma palestra do Professor e filósofo Olavo de Carvalho e foi aí que entendi. Foi então que eu me entendi.

Não. Não vou me demorar. Isso vai ser rápido. Eu fui informada pelo ilustre professor sobre a existência de uma 'coisa chamada Socialismo Cultural e uma estratégia política elaborada por um sujeito chamado Antonio Gramsci (1891-1937).

Descobri que o tal do Gramsci foi um intelectual desgraçado (um desprovido de graça) que fez o desfavor de elaborar uma maligna linha de ação política cujo objetivo é exterminar os pilares de uma sociedade que preste. Religião e Família. Ok, meus parabéns ao marginal. Funcionou.

Eu perdi minha família na brincadeira do senhor Gramsci. You know, man, eu adoro minha família. Percebeu? Eu não sabia, mas agora, eu sei. Vinha me perguntado, por todo esse tempo, 43 anos, o quê aconteceu. Que espécie de jamanta tinha passado por cima de nós.

Agora eu sei. E também sei que o Partido dos Trabalhadores é o principal covil dos filhos de Antonio Gramsci em ação no Brasil. Nunca gostei do PT, sim, eu devia saber, é um instinto.

Posso garantir com 100% de certeza que Antonio Gramsci e seus seguidores ganharam mais um adversário feroz e, creiam, com uma vocação natural para o combate. O que eu vou fazer? Não interessa. Eu não tenho obrigação de entregar relatório a inimigo.


ALGUNS LINKS RELACIONADOS

Revolução e Marxismo Cultural (video/aula com Padre Paulo Ricardo)
[https://padrepauloricardo.org/cursos/revolucao-e-marxismo-cultural]
A infiltração do marxismo cultural no Brasil (video/aula com Padre Paulo Ricardo)
[https://padrepauloricardo.org/aulas/a-infiltracao-do-marxismo-cultural-no-brasil]
YOUTUBE, Blogdelinks (canal) - Published on Aug 18, 2014
[http://youtu.be/WmWYuZ9UM_g]

2 comentários:

  1. Se Lobão não tivesse levado calote em um showmícios para o pt, ele provavelmente estaria mamando na lei Rouanet hj em dia

    ResponderExcluir
  2. Se Lobão não tivesse levado calote em um showmícios para o pt, ele provavelmente estaria mamando na lei Rouanet hj em dia

    ResponderExcluir