segunda-feira, 12 de maio de 2014

A LEI DO QUE FUNCIONA

antropologia esotérica
12/05/2014 
texto instruído por estudo das teorias e práticas  
do psicólogo e terapeuta cirúrgico Luis Antonio Gasparetto

Desde o nascimento, praticamente todos nós temos sofrido uma lavagem cerebral através de vários meios que estimulam o materialismo, o ego, a subserviência, controle, a conformidade. Mas onde é que as origens do controle da mente começam e o que podemos fazer sobre isso? Prescott/HumansAreFree, 2014


A pergunta e as respostas de Prescott são tema de um debate antigo, algo eivado dos fumos das teorias conspiratórias. Prescortt afirma com segurança dramática:  Temos sofrido uma lavagem cerebral por mais de 2.000 anos. É hora de quebrar as correntes.

Mas é incompreensível, depois de toda a história da cultura ocidental e hoje, já em um outro momento, em meio a cultura em pleno movimento de globalização (implicando padronizações e hibridismos) que alguém seja tão ingênuo de não ter percebido que a lavagem cerebral faz parte do processo de evolução (movimento) da espécie humana.


Superar os efeitos colaterais também faz parte desse aprimoramento. Temos sofrido uma lavagem cerebral por mais de 2 mil anos... Não. Desde do primeiro ancestral larval já estamos sofrendo - experimentando o atrito com o ambiente, com as necessidades, fazendo concessões, negociando a sobrevivência obedecendo a um lógico critério de prioridade.

Em dias de comunicação cibernética, tele-midiática, todo mundo, mas todo mundo mesmo sabe bem como funcionam as sociedades onde vivem. Há lugarejos na África, paupérrimos, e o nativo usa um celular. Na cracolândia, o mais depauperado zumbi... tem um celular ou algo até mais sofisticado. Essa inocência ignorante do povo é algo muito relativo. Há escolhas.   

Seriam os mecanismos de alienação da massa apalermada:
1. Religião
2. Modelos de identidade ridículos, diz Presott e muitos outros.
3. Dinheiro, Ego e Materialismo.

4. Ênfase educacional em ensinar as técnicas de competição centradas em dividir para conquistar.

5. A Televisão, coitada, uma santa comparada à Internet;

6. e aqui o pesquisador começa a se repetir com aquela coisa de A EDUCAÇÃO - O SISTEMA EDUCACIONAL! Também, é claro e como sempre é  acumpliciado no processo de maquiavélica lavagem cerebral em 'nossas crianças... [Isaura, meus lenços]
 

7. Finalmente, o agente químico alienante final: O FLÚOR, jogada baixa, na água que você bebe que promete. Ele (o Flúor) - reza a lenda - auxiliar na prevenção de cáries mas, NA VERDADE!!!...   


O Flúor na água que abastece os reservatórios para consumo humano no mundo, esse terrível elemento químico cujas propriedades até hoje as indústrias farmacêuticas e químicas mantém como um segredo maldito, O Flúor emburrece em massa e, assim, as pessoas ficam subservientes e controláveis. 


Nos fim dos anos de 1970 as propagandas na TV valorização: Colgate, com Flúor! A modelo sorri, close, fecha na marca: com Flúor! Hoje, a geração Coca-Cola come flúor com farinha, na sopa e é tudo nutriente. Então não é óbvio que como bactérias, nós, enquanto sobreviventes, somos todos mutantes, nos tornamos resistentes aos nossos próprios venenos.  

E, ainda, se o Flúor é estupefaciente, se emburrece e aliena, porque nossas crianças (Isaura! meus lenços) não são boazinhas e obedientes com seus papais e suas mamães? Meditemos....

Para os alarmistas da velha teoria das massas azumbizadas, a Bíblia e a televisão dois monstros cuspidores de informação aterrorizante, traumatizante e alienante. E apontam as sangrias religiosas do velho testamento às cruzadas passando pelas bruxas na fogueira. 


A televisão vai transformar o pimpolho em um psicopata assassino, porque presume-se que o pimpolho perdeu completamente ou jamais teve capacidade de discernir. Talvez alguns não tenham... até porque os pais, há muito - evadiram-se da tarefa de educar filhos para serem alguém - os mártires que suam para pagar as contas e precisam de sossego quando estão em casa.

Enquanto o Sistema, o invisível, o inalcançável - O Leviatã! - é sempre culpado os indivíduos, bem tangíveis,  são todos inocentes. Tem algo errado nessa equação, quando os mesmos agentes produzem resultados tão tão diferentes.

Espantoso é que gerações desses pesquisadores heroicamente escaparam da poção de Flúor para crescer e continuar martelando essas teorias surradas que não explicam a realidade.  

As nossas criancinhas (Isaura...), antes e depois da escola dominical, acessam muitos outros conteúdos que permitem refletir, questionar e filtrar as Bíblias e as Barbies. Elas ESCOLHEM. 

Por isso, leem Harry Potter, gostam de vampiros, lobisomens, de heróis sombrios e Lady Gaga. Ou não... É visível que as criancinhas rapidamente, na pré-adolescência agrupam-se em diferentes 'tribos em sua natural busca de identidade e respostas para as perguntas que os pais não respondem; e é tal a diversidade de inclinações que algumas das nossas criancinhas (snif) jamais aderem a tribo alguma: criam a sua própria. Meditemos...  Eu volto ...


DEMONIZANDO O DINHEIRO
 
Mamom, de Collin de Plancy (1793-188, uma representação antropomórfica demoníaca do Dinheiro. O Homem não é escravo do dinheiro, em tese, o dinheiro é que é uma ferramenta da cultura humana, à serviço do Homem.


Prescott revela: Enquanto existir dinheiro nós somos escravos econômicos. Bolas, enquanto nos formos sujeitos a necessidades reais de nutrição, moradia etc, (sem contar a manicure) nós somos escravos de nossas constrangedoras necessidades humanas. É a condição humana agora.

Essa é matriz da nossa relação com o dinheiro. Não dá mais para "semear o trigo e colher o pão..."  - coisa que conspiracionistas propõe... É tarde demais, vamos comprar o pão na esquina e  deixar de frescura. Vamos aceitar de uma vez a delicatessen, o supermercado. A metrópole é um fato e descartando o genocídio de controle da população o jeito é adaptação.


MUTANTES
Pânico: estamos sendo envenenados há cinquenta anos e não morremos... Ao contrário, multiplicando-nos até demais.  

Os conspiracionistas do do a-zum-bi-za-men-to do povo já previram nosso fim, moribundos, deformados, assolados por pragas e desastres por todos os lados. Um colapso. Nós tomamos mercúrio na veia na agenda de vacinação, nos comemos flúor, devíamos ser comportamos mas somos uns animais, uma turba alucinada.

A julgar pelo que ocorre, a química FUNCIONA de outro jeito. A Vida tem truques insuspeitados. Leis que não desconsideradas nas equações. 

Evidente que estamos em pleno Colapso mas estranhamente, nada mais pode ser feito a não ser assumir com dignidade o falência desta civilização, a necessidade de sua desestruturação em um processo horrendo para que tudo possa ainda uma vez ser refeito de um árduo marco zero.

Todo mundo sabe que estamos vivendo a realidade forçada de mundo movido à combustão fóssil, ultrapassada, suja, cara - só porque um bando de homens quer por que quer sugar os lucros de suas jazidas, suas fazendas, até a

última gota nem que para isso tenham de se organizar em uma Máfia, nem que tenham de sujar as mãos antes de ter a coragem de MUDAR. Deviam estar mudando há 50 anos, mas a covardia, o medão do novo não deixa, o apego ao dinheiro certo, até a última gota... e a INCOMPETÊNCIA de Governar o Mundo.


É - porque Governar o mundo não é missão para qualquer um, não! Mesmo nos limites da História acadêmica da Humanidade é claro um esforço de evolução, um padrão de ascenção e queda. Impérios que jamais foram capazes de vencer o tempo, se manter no topo ad infinitum. 

Essa é uma lei que funciona aqui, neste mundo, tem sido fatal. A presente civilização já recebeu seu veredito. falhou. Razão principal: corrupção generalizada nas estruturas sociais, em todas as suas dimensões.



A MORTE NOS CAI BEM


Os conspiracionistas estão preocupados se você vai comer milho transgênico. Isso fala por si. Uma humanidade que ainda come milho! Come errado e come demais. Um um mundo onde até paupérrimo é obeso! Aí é 'pobrema de tireóide'... 

Eu não entendo um saquinho de Elma Chips como alimento de espécie alguma; não entendo refrigerante como apropriado para saciar a sede e não é necessário um workshop ou um descondiconamento transcendental para saber disso. 

É evidente que estamos podres. Doentes, caquéticos, nervosos, morrendo de medo [Isaura, faz favor -minha filha - meu remédio].  A morte nos cai bem

Tudo caminha, para a Humanidade conforme a necessidade. Hora de morrer, morre. Perdeu. Não foi, ainda dessa vez. Nós, os sapiens - desaparecemos da História desse orbe sem muita honra deixando para trás as ruínas de mais essa bagunça.


Porque, A lei da natureza é de Funcionalidade. Se não  funciona, sai de linha...
 
PRESCOTT, Gregg M.S. 7 Brainwashing Tools "They" Use Against Our Children -- How to Counter Them.
HUMANS ARE FREE, 07/05/2014
[http://humansarefree.com/2014/05/7-brainwashing-tools-they-use-against.html]

Um comentário: